Mudando de casa sem estresse: para o seu gato e para você

Quando pensamos em nos mudar enfrentamos todo o processo de achar a casa, separar o que vamos levar, empacotar… o que também não pode faltar nessa lista é preparar nosso gatinho com antecedência – o ideal é que a gente comece pelo menos 1 mês antes.

O maior desafio para eles é passar pelo estresse da mudança e de perder a referência do cheiro da casa, por isso separamos as principais dicas que vão ajudá-lo nessa adaptação.

1 – Acostumando com cheiros:

• Ajuda muito se você puder manter os móveis e objetos da casa atual, que tem os cheiros que ele já conhece (principalmente a caminha e as coisinhas dele). Se for trocar, e puder, espere para trazer novos móveis depois que estiver adaptado.

• Ir fazendo a troca de cheiros no ambiente atual e no futuro: Levar para a casa nova alguns panos com cheiro do gatinho e trazer de lá algum objeto, algo que ele vai identificar como sendo “de fora”, para ir se acostumando.

Se você já usa algum tipo de aromatizador na casa, mantenha a mesma essência na casa nova por um tempo.

Feliway é o nome comercial de um produto com feromônio que transmite ao gato sensação de tranquilidade, você pode também colocar o difusor na tomada 1 semana antes da mudança e depois colocar na casa nova assim que chegarem, vai ajudar ele a sentir mais conforto.

2 – Evitando estresse
• Acostume seu gato a entrar e ficar na caixa de transporte como sendo a toca dele, um local seguro, como se fosse o seu “quarto móvel”. É onde ele vai ser transportado para o novo ambiente e poderá ficar lá dentro se preferir.

• É muito comum ele perder o apetite quando estressado, e além de ser perigoso o gato ficar em jejum, isso contribui para piorar a sensação de estresse no novo ambiente.

Procure mantê-lo só na sua dieta básica (ração ou alimentação natural) e não dar os alimentos preferidos dele (petiscos, atum…) por 3 dias antes da mudança, para que fique com muita vontade.

Assim que chegar na casa nova esses alimentos especiais devem ser oferecidos, para que ele faça uma boa associação e não fique em jejum.

No dia de levar a mudança é estressante para o gatinho ficar vendo toda a movimentação. O ideal é deixar ele fechado em um só cômodo da casa, sem que ele fique vendo tudo, enquanto as pessoas carregam todos os móveis e caixas. Coloque um aviso para ninguém abrir a porta sem querer e ele fugir!!! Ele sai desse cômodo junto de você, no final de tudo.

• Quando o gato chega no novo ambiente é muita coisa para ele reconhecer, marcar, e pode se sentir muito perdido, sobrecarregado, com medo, porque perdeu todas as referências que tinha de território.

O ideal é escolher um só cômodo da casa nova, como um quarto, e deixar ele fechado lá nos primeiros dias, com água, comida, caminha, caixa de areia, e uma toca se quiser se esconder. Assim ele vai entendendo que é um lugar seguro, começa a identificar cheiros familiares, a se acostumar de maneira gradativa até se sentir confortável.

Depois de alguns dias, conforme você perceber que ele está mais tranquilo, pode ir abrindo a porta e deixar ele sair e explorar o resto do ambiente aos poucos, se ele quiser.

• Você também deve incentivar brincadeiras nesse espaço de adaptação, passar um tempo com ele nesse cômodo, para ele ir se soltando e associando esse novo local a coisas boas e prazerosas.

Mudanças são sempre estressantes, tanto para os bichos como para nós, e seguindo essas dicas com certeza esse momento vai ficar muito mais tranquilo para todos.

Se você precisar de uma ajuda mais individual com o processo de mudança e adaptação, entre em contato com a gente!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *